sexta-feira, 3 de agosto de 2007

orgasmo do pinhão



o homem do realizador benfiquista.
(apoiada pela mulher do fiscalista)












a famosa pinhona.
(rima co qualquer coisa começada por .....)
acho que esta pinhona nasçeu em "benfica".
sim aquela freguesia da cidade de lisboa.
acho que mora com o realizador de cinema "moderno",
tipo,
6 milhões de khadafis a ver a loucura.
notar que estes "filmes",
tem o alto patrocínio do "grande" jornal,
correio"post" da manhã.(ou será manha?)
mouros...........
é pouco...........
muito pouco.







INIMIGO PÚBLICO



bem,
até que enfim.
foi preçiso esperar meses,
meses,
meses,
..................
mas eis quando,
uns lisboetas tiveram Humor.
parabens.
(inimigo público sexta 030807








www.publico.pt









D AFONSO DE HENRIQUES


os seis milhões são do tempo do salazar.

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

joão botelho o realizador de 6 milhões


João Botelho (1949)

João Botelho frequentou o 5º ano do Curso de Engenharia Mecânica e posteriormente a Escola Superior de Cinema do Conservatório Nacional, tendo uma grande parte da sua formação cinematográfica sido fomentada no de Porto.

É um dos mais versáteis profissionais de cinema portugueses, tendo realizado filmes de diferentes estilos e participado noutros como, montador.

Começou a sua actividade com os documentários O Alto do Cobre (1976), Um Projecto de Educação Popular (1976) e Alexandre e Rosa (1978). A sua primeira longa-metragem, Conversa Acabada (1981), foi feita a partir da correspondência epistolar mantida entre os poetas Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro.(todos com 6 milhões de espectadores)

Quatro anos depois é um dos primeiros cineastas a tratar a questão da Guerra Colonial num filme de fundo. Um Adeus Português.

Em 1988 adapta à actualidade a obra Hard Times de Charles Dickens. Filmado a preto e branco, Tempos Difíceis aborda a industrialização na sociedade moderna e revela um rigor técnico que é uma das características da obra de João Botelho, que experimentará em 1992 o território do telefilme com No Dia dos Meus Anos, integrado na série "Os Quatro Elementos" da Rádio Televisão Portuguesa.(seis milhões de espectadores)

Aqui na Terra (1993) é uma co-produção luso-britânica sobre os medos e fantasmas dum economista na crise dos quarenta anos. A versatilidade de João Botelho começa a tornar-se mais visível a partir de Três Palmeiras (1994), um conjunto de pequenas histórias ligadas integrado no projecto "Lisboa, 24 Horas" da programação do sector de cinema de Lisboa, Capital Europeia da Cultura 94.(seis milhões de espectadores)

Tráfico (1998) é uma incursão desconcertante no âmbito da comédia, uma crítica à sociedade de consumo dos anos 90. Para celebrar os 25 anos decorridos sobre a Revolução de 25 de Abril de 1974 realiza o documentário Se a Memória Existe..., (seis milhões de espectadores)

Um outro documentário, Mãos na Pedra, Olhos no Céu (2001) antecede a adaptação de "Frei Luís de Sousa", a peça clássica de Almeida Garrett, a que acrescenta um prólogo sobre D. Sebastião e o mito do sebastianismo. O título será Quem És Tu? (2001).será do benfica?)

Em 2002 regressa à comédia com o que define como um "panfleto cómico": A Mulher Que Acreditava Ser Presidente do FCPORTO uma sátira ao poder exercido de forma incompetente por mulheres e homens.


rtp bateu no fundo.


esta televisão pública,
ontem,
bateu fundo.
a peça do telejornal,
sobre o filme "corrupção",
só ao nivél de uma "tbi"
como é possível,
julgar alguém,antes mesmo de se ter sido julgado?
sr provedor da rtp,
Investigue-se.

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Grande Jorge Nuno


como sempre com palávras sábias.
(exçerto do texto na revista Dragões)

"Desde Aljubarrota que esta ideia dos muitos milhões me faz alguma, para não dizer muita, cmas mesmo muita espécie! Na altura, como muito bem rezam as crónicas da época, os espanhóis também era muitos milhares e nós, valente portugueses, apenas uns quantos. E o resultado! Bom, o resultado é aquilo que toda a gente sabe...! Serve este intróito para dizer que o medo dos pretensos muitos, contra os bem reais e palpáveis poucos, é coisa que não dá para assustar quem é português e...valente! E para que a história registe e o povo não esqueça aí vai para a posteridade mais uma listinha de títulos, desta vez conquistados pelos nossos briosos e decididos mais jovens atletas: campeão nacional de juniores, campeão nacional de iniciados, campeão distrital de infantis, campeão distrital de iniciados e campeão distrital de escolas. Eu sei que estas conquistas soam a muito pouco, sobretudo para os detractores ignorantes e eternos do nosso futebol de formação, mas é o que temos para lhes oferecer, e é a este guardanapo que eles têm que se limpar..."

terça-feira, 31 de julho de 2007

FCP


os primeiros campeões portugueses.
imagem a sério para todos os Portistas poderem disfrutar.

Mais uns quadros




red 1


red 2


red 3

já estou farto da bola

ou então esta minha amiga,companheira da carolina.
pois acho que esta senhora não trabalahava no elefante branco
esta quase que era uma das mais brilhantes contrataçóes do clube dos passarinhos.

segunda-feira, 30 de julho de 2007

bieira

Texto das imagens

"Vocês já me conhecem um pouco, não sou homem de protagonismo. Sou um homem discreto."Entrevista a O JOGO 18/10/2003

"E o espectáculo foi mesmo montado à medida de Luís Filipe Vieira. O presidente da Câmara Municipal de Loures, Carlos Teixeira, entregou em primeiro lugar as faixas de campeão ao presidente da SAD benfiquista que, por seu turno, procedeu à respectiva distribuição pelos jogadores, técnicos e responsáveis pela secção. Um a um, receberam as faixas das mãos de Vieira sempre debaixo de uma estrondosa salva de palmas. Depois, o candidato à sucessão do ausente Manuel Vilarinho [ver peça ao lado] recebeu a Taça de campeão e entregou-a ao capitão de equipa, André Lima." Entrega das faixas de campeão do Futsal, in Record

"Luís Filipe Vieira não é populista, é popular, o que é bem diferente". in A Bola

LFV identifica-se com o Benfica mais popular (não confundir com demagogia nem com populismo). Editorial de O Jogo

"Nos próximos três anos resolveremos todos os problemas do Benfica. Não faço promessas aos sócios". Luís Filipe Vieira, in A Bola

Dentro de 3 anos o Benfica será o maior do mundo - 19-04-2003

É possível termos meio milhão de sócios em 2003.
Outubro 2002

O objectivo é termos 500 mil sócios daqui a três anos.
Outubro 2003

Recusámos vender Luisão em nome do reforço da capacidade competitiva da equipa. Optámos por manter no plantel um elemento recomendado por Camacho, que vem trazer mais qualidade à equipa.
(LFV falando sobre uma suposta proposta de 12 milhões de euros, feita pelo Real Madrid, 1 mês depois de o Benfica o ter comprado ao Cruzeiro por 3,5 milhões)

"O Benfica será mais forte que o Real Madrid" 19-04-2003 Entrevista a O JOGO

"Muito em breve seremos demolidores."

A “calúnia” da ligação ao mundo da droga. “Nunca tive contactos com esse mundo”,

Os 18 milhões do Mantorras, a equipa maravilha, não era demagogia, foi para galvanizar os sócios.

"Temos a coluna vertebral do futuro campeão europeu" (27/4/2002)
"... Falou num projecto que resolverá os problemas da instituição e deixou no ar a possibilidade de reconquistar a Taça dos Campeões Europeus."



"Eis a equipa-maravilha"

A transferencia de Mantorras é superior à do Figo. Mantorras vale 18 milhões de contos. Mantorras é muito cobiçado na Europa, não sai por menos de 18 milhões de contos. Agosto de 2001
[jornais falaram na altura de propostas de 5 e 8 milhões de contos, vindas da Juventus e Milan]

"Não se tratou do roubo mas apenas o desvio para um armazém em Beirolas"

"Vamos arrasar em Portugal e pela Europa fora"

http://www.record.pt/noticia.asp?id=592166&idCanal=11
"Tenho a certeza de que, possivelmente, não serei o próximo presidente, mas farei o possível para que este caminho continue a ser trilhado."

«O verdadeiro benfiquista, em vez do bilhete de identidade deve mostrar o cartão de sócio como identificação».

http://www.record.pt/noticia.asp?id=335918&idCanal=11
"Como eu não sei ser demagogo e não sei mentir?"


LFV 5 Abril 2006 in A Bola
«Não sei se é possível falar em aproximação entre FC Porto e Sporting, sou daqueles que acreditam que tem de existir coerência. Quem me conhece no futebol e na vida empresarial sabe que o que disse há 4 anos ainda vale hoje.

"O Jornal é uma voz privilegiada do nosso Clube, podemos garantir que aquilo que sai em “O Benfica” corresponde à verdade!”
LUÍS FILIPE VIEIRA - PRESIDENTE

É preciso ter imaginação e não ser demagogo.
a minha linguagem será sempre a da verdade
Não sou demagogo
Nós falamos verdade
Ou se é demagogo ou sério e eu não sou demagogo.

O segredo do demagogo é se fazer passar por tão estúpido quanto sua platéia, para que esta imagine ser tão esperta quanto ele. - Karl Kraus

Cartão de Adepto o antecessor do Kit Novo Sócio
Humor jornalístico refinado

A relação de LFV com Dias da Cunha, Pinto da Costa e o Sistema ao longo de 6 anos, o G-18, os 3 grandes em 1999, o estádio com preço garantido, etc

mais imagens










bush e berardo conquistam o slb


eu é que sou o verdadeiro presidente da "junta",
do clube.
já temos "amaricanos",
a jogar no "culoosso"
só falta o meu pai.
sim
Publicar mensagem
o bush pai.

barbie girls



nadja e nicolle