sábado, 15 de maio de 2010

Citroen Mehari

Fighter Jets, High & Slow speed, LOW !! Passes


Não Deixem Morrer a Linha do Douro



Esta linha é uma Pérola.
Agora imaginem que se quer fazer um tgv,
e esta linha está toda desleixada.
Pobre país,este.

Poçeirão-Caia.O Nosso TGV

Parabêns FCPORTO.Mais um Bi-Campeonato em Andebol

Campeões
1951/12 Sporting
1952/53 Salgueiros
1953/54 FC Porto
1954/55 Não se disputou
1955/56 Sporting
1956/57 FC Porto
1957/58 FC Porto
1958/59 FC Porto
1959/60 FC Porto
1960/61 Sporting
1961/62 Benfica
1962/63 FC Porto
1963/64 FC Porto
1964/65 FC Porto
1965/66 Sporting
1966/67 Sporting
1967/68 FC Porto
1968/69 Sporting
1969/70 Sporting
1970/71 Sporting
1971/72 Sporting
1972/73 Sporting
1973/74 Belenenses
1974/75 Benfica
1975/76 Belenenses
1976/77 Belenenses
1977/78 Sporting
1978/79 Sporting
1979/80 Sporting
1980/81 Sporting
1981/82 Benfica
1982/83 Benfica
1983/84 Sporting
1984/85 Belenenses
1985/86 Sporting
1986/87 ABC
1987/88 ABC
1988/89 Benfica
1989/90 Benfica
1990/91 ABC
1991/92 ABC
1992/93 ABC
1993/94 Belenenses
1994/95 ABC
1995/96 ABC
1996/97 ABC
1997/98 ABC
1998/99 FC Porto
1999/00 ABC
2000/01 Sporting
2001/02 FC Porto
2002/03 FC Porto
2003/04 FC Porto
2004/05 Madeira SAD
2005/06 ABC
2006/07 ABC
2007/08 Benfica
2008/09 FC Porto
2009/10 FC Porto

Resumo
Sporting 17
FC Porto 15
ABC 12
Benfica 7
Belenenses 5
Salgueiros 1
Madeira SAD 1

BIBA O PORTO

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Atenção às galinhas.

é favor prestar atenção a galinhas ou gaybotas que possam ser avistadas,este domingo em oeiras ou lisboa.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Privado vs Publico

António é um quadro de uma pequena empresa dos arredores de Lisboa. Acorda cedo, atravessa a ponte e está invariavelmente a trabalhar no escritório em Alfragide, raramente depois das 8h30. Ganha razoavelmente, para quem tem apenas o 12º ano. É um trabalhador sem rasgos, mas fiável, cumpridor e competente. Por vezes, faz serão, sempre que há uma urgência ou uma situação imprevisível. Outras vezes almoça em apenas meia hora, para recuperar algum tempo perdido. Foi consecutivamente aumentado ao longo da sua carreira, mas o maior crescimento salarial, teve-o quando aos 35 anos resolveu arriscar num projecto novo, depois de se ver no desemprego por por redução de quadros da sua anterior empresa. Nos anos bons, dependendo da sua performance e dos resultados da sua empresa, recebeu um bónus correspondente a dois salários. Desde 2008 que o João não recebe qualquer aumento salarial e este ano, vieram propor-lhe um corte de salário de 10%. Os bónus são hoje apenas uma ténue recordação.


Arminda vive na Tapada das Mercês. É funcionária pública, desde o 1º dia da sua vida profissional. Entra sempre entre as 9h15 e as 9h45, mas se tem algum atraso, não há problema, pois os colegas picam-lhe o ponto por ela. Arminda demora sempre uma hora ou mais a almoçar e independentemente de alargar este intervalo, sai invariavelmente ás 18h. Alias, pode-se acertar o relógio pela hora de saída da Arminda. Arminda todos os anos tem mais uma regalia ou aumento salarial, pelas diuturnidades, subsídio disto e daquilo, e até por uma progressão automática na carreira. No entanto queixa-se do que ganha, mas não abdica do pequeno almoço ao balcão do café da esquina, habito diário de muitos anos. Esta sempre a fazer alarde dos seus direitos, goza 30 dias de férias por ano, mas na verdade não tem muito que fazer pois o seus departamento esta sobre dimensionado. É uma burocrata por excelência, teria uma avaliação sofrível em qualquer canto do planeta mas aqui recebeu excelente, tal como todas as pessoas do seu Ministério. Arminda sabe que não precisa de se esforçar, pois nunca será despedida. Há riscos que não vale a pena correr e com o passar dos anos, a barreira da mediania vai sendo cada vez mais baixa. O ano passado recebeu 2,9% de aumento, mt mais que as suas amigas. Num ano de deflação e descida do juro e petróleo, fartou-se de poupar dinheiro. Nos outros anos tem recebido um qq aumento, ainda que nem sempre cubra a inflação anunciada.
Este ano, ninguém lhe propôs redução salarial, mas sabe que os aumentos serão nulos, coisa irrelevante face à reduzida inflação. Vai compensar com entradas mais tarde e saídas mais cedo. O estratagema do colega picar o ponto irá ser mais frequente. A seu tempo com as progressões automáticas chega lá. Não fica sem dormir.

O António ficou sem prémio, com uma redução no salário de 10% e viu os seus impostos a aumentar.
A Arminda teve aumento nulo mas ganhou uma diuturnidade e tb viu os seus impostos a aumentar.

Curiosa lógica esta.
(via 31 da armada)

quarta-feira, 12 de maio de 2010